Halo Wars 2 é um jogo que me coloca em uma posição bastante difícil. A Nova coprodução da Microsoft, 343 Industries e The Creative Assembly é um jogo que existe, de alguma forma, no limbo. Estamos diante de um jogo que por um lado pode ser descrito como um jogo de estratégia para os fãs de Halo, e por outro lado como um jogo de Halo para os fãs de estratégia. Decidir-se sobre uma postura ou outra parece difícil, mas depois de experimentar os diferentes modos de jogo, creio estar em uma posição para aventurar uma resposta: Halo Wars 2 é um jogo de estratégia para os fãs de Halo, e está longe de ser o oposto. Os fãs de estratégia, ou qualquer uma de suas variantes, não vão encontrar nada de novo ou revolucionário em Halo Wars 2. Enquanto aqueles que seguem as aventuras de Master Chief e as outras forças da UNSC ao longo de todas as interações da franquia Halo, certamente vão se sentir mais confortáveis com este novo título.

Em particular, caio firmemente no primeiro grupo. Eu me considero um fã de jogos de estratégia em geral, mas sou um total analfabeto no universo de Halo, a tal ponto que apenas por jogar este, eu soube o nome real Master Chiefque é John-117. Portanto, a próxima revisão será, inevitavelmente, influenciada pela minha atitude particular para o jogo ea franquia, pelo menos quanto aos elementos de história e ficção que o mundo de Halo procura desenvolver.

Halo Wars 2 apresenta-nos uma história que fica a cerca de três décadas após o fim do Halo Wars, e logo após os acontecimentos de Halo 5: Guardians. A naveSpirit of Fire, eixo central dos eventos do primeiro Halo Wars, sai do período de animação suspensa em que havia caído no final desse título. Porém nas três décadas que passaram, muitas coisas mudaram. A guerra entre a humanidade eo conglomerado de espécies alienígenas conhecidas como The Covenantterminou. Spirit of Fire atinge uma nova etapa, às portas de uma nova e uma terrível ameaça.

Sem entrar em detalhes sobre a narrativa, basta dizer que Halo Wars 2 confronta as forças humanas da Spirit of Fire com uma facção de forças de choque do Covenant liderada por Brute, conhecido como Atriox. Ao longo de treze missões, as forças da UNSC devem enfrentar as tropas selvagens Atriox, enquanto lutam pelo controle da estrutura conhecida como The Ark, uma magnífica mega construção espacialque esconde segredos antigos dos anéis de Halo e poderes inimagináveis para quem conseguir ganhar o seu controle.

A campanha de Halo Wars 2 apresenta alguns valores de produção absolutamente enormes, talvez a maior que eu já vi na minha vida aplicada a um jogo de estratégia em tempo real. Os separadores entre missões têm um nível de animação superlativo, e o trabalho dos atores de voz e captura de movimento são espetaculares. Toda esta parafernália está a serviço de uma narrativa que, infelizmente, só será atraente para aqueles que já são fãs da franquia Halo. Como um neófito na saga, descobri que a facção militarista que eleva este universo passa por vezes elementos muito infantis e estereotipados. Mas, sem toda a bagagem dos outros jogos da franquia nas costas(ambas asaga central como spin-offs, entre os quais se conta o primeiro Halo Wars) tampouco me sinto qualificado para dar uma decisão final sobre o assunto.

Além da campanha, que serve como um excelente ponto de entrada para o jogo, Halo Wars apresenta outras opções para enfrentaras batalhas. O modo SkirmishvsIA e multiplayer tem diferentes opções. Sejaenfrentando oscombates sozinho contra a IA, contra outros jogadoresou em cooperativo contra a IA, poderemos optar por uma variedade de mapas (não muito diferentes, infelizmente), e diferentes condições de vitória. O Deathmatch, por exemplo, vai apresentar o objetivo de acabar completamente com as forças rivais. Enquanto que em dominação, tem o objetivo de controlar pontos diferentes no mapa até que um jogador atinja apontuação necessária e alcea marcada vitória.

A maneira mais original e intrigante que apresenta Halo Wars 2 é o modo Blitz. É uma espécie de híbrido entre um jogo tradicional de RTS acelerada ao máximo e um jogo de cartas colecionáveis. Este modo substitui a construção de bases e colheita de recursos por um baralho de cartas que os jogadores podem ir colocando ao longo do jogo. Cada uma destascartas oferece ao jogador diferentes unidades ou habilidades, e o elemento do acaso introduzido na implementação destas, fornece a Blitz um frenesi que está ausente nos demais modo de jogo. Claro, este modo também introduz um elemento de microtransações para dar ao jogador a possibilidade de comprar pacotes de cartaspara engrossar o baralho. Não seria inteiramente falso assegurar que Blitz introduz um elemento “Pay to Win” a Halo Wars 2. A capacidade de obter novas cartas durante a campanha, ao alcançar diferentes objetivos e conseguindo desafios diários,atenua um pouco esta realidade, mas no final do dia, é difícil de abalar a noção de que neste modo de jogo ganha quem mais dinheiro desembolsa.

Quanto à jogabilidade geral do título, eu não posso evitar tomar o ponto de vista de fã de estratégia. Como tal, não acho que estou errado em descreverHalo Wars 2 como um jogo de estratégia em tempo real extremamente básico. Esta não é uma coisa ruim em si, uma vez que os elementos que operam sob Halo Wars 2, apesar de simples, atendem e superaram suas metas. Mas no final do dia, não vamos encontrar na produção da The Creative Assembly nada novo ou surpreendente que diferencie este jogo de outras ofertassemelhantes recentes como Grey Goo ou Starcraft 2. E ao contrário do que se observa nesses jogos, as duas facções do Halo Wars 2 são principalmente simétricas e oferecem poucas mudanças estratégicas significativas. Tudo em Halo Wars 2 funciona sob um sistema simples, mas elegante Pedra-Papel-Tesoura, onde os veículos são fortes contra a infantaria, infantaria contra unidades aéreas e unidades aéreas contra veículos.

Apenas poucas unidades têm algumas surpresas mais interessantes na forma de habilidades especiais. E entre estas se destacam osSpartan. Estas tropas de elite da UNSC podem ser descritas como autênticos exércitos de um só homem capaz de dizimar pelotões inteiros inimigos. Além disso, a capacidade destes soldados de anular e capturar veículos inimigos oferece algumas considerações estratégicas mais interessantes. No demais, o jogo tem um sistema de “habilidades de liderança” na forma de várias contramedidas e ataques feitos por Spirit of Fire ouforças de Atriox, que não saem do já visto antes no gênero: ataques orbitais, drones reparadores, campos minados, etc.

Todos estes elementos estão envolvidos, como já observados, em um dos mais belos pacotescolocados ao serviço de um jogo de estratégia. Não só a qualidade dos cinemáticos é superlativo, como a fidelidade gráfica de Halo Wars 2 também é bastante poderosa. O jogo funciona em um framerate adequado, mesmo nas mais altasresoluções, desde que os requisitos de hardware sejam atendidos, ea quantidade de efeitos apresentados na tela é muito importante. Apesar deste último, The Creative Assembly tem conseguido manter a ação bastante limpa e fácil de ler em todos os momentos. Algo necessário se considerarmos que Halo Wars 2 é projetado desde o início para ser controlado com um gamepad de Xbox (que desde já, não é necessário na versão PC).

Em definitiva, Halo Wars 2 é um jogo em que, sem dúvida, foi colocado muito esforço. Os enormes valores de produção e a capacidade comprovada dos estudos envolvidos no título mostra que a Microsoft tomou esta spin-off de sua franquia carro-chefe muito a sério. Não tenho dúvida de que não há nadanos consoles nem remotamentesimilar a Halo Wars 2. Mas, no PC, o título empalidece antes ante a competição (que se bem não é muita, existe). Halo Wars 2 não acrescenta nada de novo para o menu dos RTS. Mesmo sua adição mais intrigante, o modo Blitz, acaba sucumbindo ao trivial e derivativo que resulta do resto do produto. Os fãs da saga de Halo, certamente mais interessados na ficção militar deste mundo, do que aqueles que não tiveram a sorte de acompanhar as aventuras de Master Chief, faram bem em adicionar um ou dois pontos na a final desta review. Mas para todos os outros, para aqueles que não sabem muito deste universo, Halo Wars 2 não é apresentado como uma oferta muito atraente, ou como um jogo de estratégia com o peso suficiente para sobreviver em umcenário altamente competitivo.

Este análise foi realizado com uma cópia impressa fornecida pela Microsoft.

[PT] Halo Wars 2 - Review
Gráficos90%
Música eson90%
Jogabilidade60%
Multiplayer60%
O melhor
  • Valores de produção superlativos.
  • A mecânica do jogo no modo Blitz.
  • Introduz novos elementos para a ficção de Halo.
O ruim
  • A narrativa se apresenta pouco atraente para quem não é aficionado pela franquia.
  • Sistemasde estratégia muito básicos.
  • O elemento "Pay to Win" no modo Blitz.
65%Nota Final
Puntuación de los lectores: (2 Votes)
52%